Agricultura leva tecnologia e informação à Expoingá

 

Fazendinha da Emater, eventos técnicos, minicursos e animais da raça Purunã são as principais ações no evento, que vai até 19 de maio.  

 

A Secretaria de Estado  da Agricultura e do Abastecimento, por meio de suas vinculadas, realiza até o dia 19 de maio uma série de eventos técnicos e minicursos durante a 47ª Exposição Feira Agropecuária, Industrial e Comercial de Maringá – Expoingá. A feira é promovida pela Sociedade Rural de Maringá e acontece no Parque Internacional de Exposições Francisco Feio Ribeiro.
O Governo do Estado está presente no evento. A partir de quarta-feira (15) Maringá se tornará a sede administrativa do Poder Executivo e o governador Carlos Massa Ratinho Junior, o vice-governador Darci Piana, secretários de Estado e dirigentes de empresas públicas irão despachar na Expoingá. Além da Agricultura, terão estandes e ações no evento a Copel, Sanepar, Instituto de Tecnologia do Paraná (Tecpar), Celepar, Fomento Paraná, BRDE, Detran, Secretaria da Segurança.

SUSTENTABILIDADE

A tradicional fazendinha do Instituto Paranaense de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater) ocupa 6,5 mil metros, com 19 unidades didáticas voltadas a temas ligados à sustentabilidade, como agroecologia, geração de emprego e renda, agroindústria, transformação e turismo rural. Além disso, extensionistas organizam excursões para que o público de outras cidades da região visite o espaço.

Segundo o coordenador da fazendinha e extensionista da Emater, Pedro Cecere Filho, o objetivo é valorizar o produtor rural e oferecer conhecimento para melhoria da renda no campo. “Temos tecnologias inovadoras e novidades na produção de hortaliças, pecuária, piscicultura, principalmente para as pequenas propriedades”, diz. O público inclui estudantes, técnicos e produtores, mas qualquer visitante pode ter acesso às ações.

De acordo com o chefe do Núcleo Regional de Maringá da Secretaria da Agricultura, Jucival Pereira de Sá, o investimento direto na fazendinha é de aproximadamente R$ 90 mil. “A Secretaria e as suas vinculadas são grandes fomentadoras de projetos de desenvolvimento agropecuário e têm uma participação muito efetiva na Expoingá, levando informações, tecnologia, apresentando projetos e recursos que podem ser aplicados melhoria de vida do produtor”, diz.

Dentro da programação da exposição, com apoio da Secretaria, estão grandes eventos como 2º Fórum Brasileiro de Integração Lavoura Pecuária e Floresta e o 3º Encontro de Mulheres que Fazem a Diferença no Agronegócio.

IAPAR

Instituto Agronômico do Paraná (Iapar) também estará presente na Expoingá. Serão expostos 12 animais da raça Purunã, desenvolvida a partir das pesquisas do Instituto desde a década de 1980 em Ponta Grossa; além de uma palestra sobre a pecuária paranaense. “Pretendemos mostrar o potencial da raça e as ações que estamos tentando implementar para ampliação do rebanho dentro e fora do estado”, explica o pesquisador José Luiz Moletta.

O café será tema de dois módulos, um deles sobre a qualidade da bebida, e o outro para apresentação das cultivares desenvolvidas no Iapar. A programação inclui ainda uma conversa sobre problema dos nematoides em lavouras cafeeiras.

AEN

Redação Paraná em Fotos

Portal Paraná em Fotos