Evento inédito no Brasil mostra como sociedade e comunicação podem ajudar a preservar os oceanos

A relação do oceano com a sociedade e como a comunicação consegue envolver as pessoas para que elas compreendam essa ligação e protejam os ecossistemas marinhos serão os fios condutores do Conexão Oceano, o primeiro evento de comunicação para a Década do Oceano.
Aberto ao público e com participação gratuita, o workshop será realizado no dia 3 de setembro, no Museu do Amanhã, no Rio de Janeiro.
A relação do oceano com a sociedade e como a comunicação consegue envolver as pessoas para que elas compreendam essa ligação e protejam os ecossistemas marinhos serão os fios condutores do Conexão Oceano, o primeiro evento de comunicação para a Década do Oceano. Aberto ao público e com participação gratuita, o workshop será realizado no dia 3 de setembro, no Museu do Amanhã, no Rio de Janeiro.
Voltado a comunicadores, influenciadores, acadêmicos, pesquisadores e sociedade em geral, o evento tem por objetivo conscientizar e engajar as pessoas sobre a importância dos mares e trazer o tema à tona, já que o período entre 2021 e 2030 foi declarado pela Organização das Nações Unidas (ONU) como a Década da Ciência Oceânica para o Desenvolvimento Sustentável, ou simplesmente Década do Oceano.
As inscrições estão abertas e podem ser feitas no site do Museu do Amanhã pelo link: https://museudoamanha.org.br/pt-br/conexao-oceano. As vagas são limitadas.
O Conexão Oceano é promovido conjuntamente pela Fundação Grupo Boticário de Proteção à Natureza, Comissão Oceanográfica Intergovernamental (COI) da UNESCO, UNESCO no Brasil e Museu do Amanhã.
Com formato dinâmico, o workshop trará roda de conversa, brunch de ideias e casos de sucesso em speed talks que demonstram o impacto do oceano sobre temas como empreendedorismo, inovação, esporte e entretenimento.
Entre os participantes já confirmados estão os velejadores Isabel Swan e Lars Grael; o embaixador da Boa Vontade da UNESCO Oskar Metsavaht; o economista Vilfredo Schurmann; a atriz e apresentadora Maria Paula Fidalgo; as jornalistas Paulina Chamorro e Paula Saldanha; e o surfista e empresário Rico de Souza.
Os oceanos fazem parte do nosso dia a dia e são extremamente importantes para a economia, ciência, bem-estar, meio ambiente e saúde da população. Quando compreendemos que todas essas atividades estão relacionadas com os mares, entendemos a importância de nos mobilizarmos para proteger e conservar os ecossistemas marinhos. Nesse processo, comunicadores e influenciadores são atores estratégicos”, afirma a diretora executiva da Fundação Grupo Boticário, Malu Nunes.
Para a diretora e representante da UNESCO no Brasil, Marlova Jovchelovitch Noleto, o evento abre as atividades da Década da Ciência Oceânica para o Desenvolvimento Sustentável, visando ampliar a cooperação internacional e promover a preservação dos oceanos e a gestão dos recursos naturais. “Este é um tema essencial para a sustentabilidade do planeta e sempre relevante para o Brasil, um país que tem um litoral de quase 7.500 quilômetros”, lembra.

 

Unesco

 

Redação Paraná em Fotos

Portal Paraná em Fotos