Juíza proíbe retirada de radares das rodovias federais

A juíza Diana Vanderlei, da 5ª Vara federal em Brasília, proibiu a retirada de radares de velocidade das rodovias federais de todo o país. A decisão atendeu ao pedido de liminar feito pelo senador Fabiano Contarato, da Rede do Espírito Santo. Ainda cabe recurso.

Na decisão, a juíza ainda determina que seja realizada a renovação dos contratos do Programa Nacional de Controle Eletrônico de Velocidade por mais 60 dias. O presidente Jair Bolsonaro havia anunciado que não permitiria mais a instalação de radares em rodovias federais e o Ministério da Infraestrutura informou que a instalação de novos sensores foi suspensa para análise. Segundo o presidente, os radares serviriam a uma indústria da multa para arrecadar dinheiro dos motoristas.

Na decisão, a juíza que proibiu a retirada dos radares justificou que a não renovação dos contratos foi realizada sem ao menos existir um novo modelo para a segurança nas rodovias federais. Já o senador Fabiano Contarato, que entrou com a ação popular, afirma que a medida é uma irresponsabilidade que geraria uma indústria de mortes.

 

Redação Paraná em Fotos

Portal Paraná em Fotos

Shares