O segundo grande acidente aéreo do Paraná em 1958

 

Um avião “Convair” de passageiros caiu em 1958, perto da Colônia Muricy, em São José dos Pinhais. Foi o segundo maior acidente aéreo da história do Paraná, com 18 mortos, entre os 24 ocupantes. O final da tarde era de chuva forte e o avião pode ter sido atingido pelo vento, quando se preparava para descer no Affonso Pena.

Morreram o então senador e ministro da Justiça, Nereu Ramos, o governador de Santa Catarina, Jorge Lacerda, e o deputado federal Leoberto Leal.  Entre os mortos estavam ainda os cinco tripulantes, e o padre Osvaldo Gomes, um dos fundadores do Colégio Nossa Senhora Medianeira. O avião tinha saído de Porto Alegre, com escala em Florianópolis.

Em Curitiba o piloto sobrevoava a região, esperando autorização para descer, que viria da torre de controle do aeroporto. Mas houve preferência para uma decolagem. O avião da Cruzeiro, pilotado pelo comandante Licínio Correia Dias, caiu logo a seguir na região de Capão do Cerrado, próximo à Colônia Muricy, em São José dos Pinhais, a 30 quilômetros de Curitiba.

.

.

Modelo do avião Convair.

.

.

 

 

 

.

.

Veja abaixo as fotos do acidente, postadas por Beatriz Brito, de São José dos Pinhais.  Ela conta que o avô Rolf era taxista e gostava de fotografia. Estas fotos foram feitas por ele, no dia do acidente. O taxista, já falecido, dizia não haver outro registro fotográfico do caso.

.

avião sjp 2 jws

 

 

 

 

 

 

 

 

 

avião sjp 3 jws

 

 

 

 

 

 

 

.

 

 

 

Nota da Aeronáutica no histórico de acidentes: 

6 De Junho – O avião Convair CV-440 da Cruzeiro do Sul, procedente de Florianópolis (SC), acidentou-se durante o pouso em São José dos Pinhais, vitimando 18 dos 24 ocupantes. Também faleceram no acidente o Ex-Presidente da República Nereu Ramos, o Governador de Santa Catarina Jorge Lacerda e Leoberto Leal, então deputado federal..

.

estadão ---- avião - 1958 - 19580617-25497-nac-0052-999-52-not

 .

.

.

.

 

Leia abaixo a coluna de Dante Mendonça em 2008 sobre o caso no jornal” O Estado do Paraná”

 

Há 50 anos

No dia 16 de junho de 1958, o primeiro grande acidente aéreo do Paraná vitimou o então senador e ministro da Justiça Nereu de Oliveira Ramos, o governador de Santa Catarina, Jorge Lacerda, e o deputado federal Leoberto Leal. Curitiba parou perplexa e Santa Catarina até hoje lamenta o acidente que transfigurou sua história.

No dia seguinte, o jornal O Estado do Paraná publicou: “Curitiba, na tarde de ontem, viveu a dolorosa sensação de uma tremenda catástrofe aérea, pois, pela primeira vez, um grande avião de passageiros aqui encontrou o seu trágico fim”.

“O avião e seu drama”, contava este jornal: “Procedente de Porto Alegre, com escala em Florianópolis, o avião prefixo PP-CEP, Convair 840, da Cruzeiro do Sul, cruzava os céus de Curitiba após as 17 horas, à espera do “pode” da torre de controle do aeroporto Afonso Pena, pois o tempo se apresentava muito nublado, acompanhado de forte temporal, com teto, pois, praticamente nulo”.

O avião da Cruzeiro, pilotado pelo comandante Licínio Correia Dias, caiu num local chamado Capão do Cerrado, próximo à Colônia Muricy, em São José dos Pinhais, a 30 quilômetros de Curitiba.

Quase noite, às 17h55, o comandante Licínio pediu o pouso de emergência. Não foi autorizado. Noite escura, eram 18h55 quando o Convair 840 foi ao chão. O ex-presidente da República (que assumiu depois da morte de Getúlio Vargas) Nereu Ramos teria outra sorte, caso a torre de controle não tivesse dado preferência à decolagem de outra aeronave, forçando o PP-CEP a rondar os céus de Curitiba, sem autorização de pouso. Com destino ao Rio de Janeiro, então Capital da República, 18 passageiros embarcaram em Porto Alegre, e quatro em Florianópolis. Oito salvaram-se. Quatorze morreram, junto com cinco tripulantes. Entre eles o padre Osvaldo Gomes, um dos fundadores do Colégio Nossa Senhora Medianeira.

Entre mortos e feridos, um dos passageiros foi seqüestrado. A razão do seqüestro foi estampada nas primeiras páginas dos jornais O Estado do Paraná e Tribuna do Paraná: “Em nossa redação um dos sobreviventes!”.

O seqüestrador foi o repórter Osmar (Chiquinho) Zimmermann. Oriundo de uma família de gráficos, Chiquinho começou na Editora O Estado do Paraná como linotipista, passou a diagramador e depois repórter. Posteriormente chegou a ser o vereador mais votado de Cascavel, onde faleceu. Naquela noite, assim que a notícia da queda do avião chegou à redação, o repórter correu para São José dos Pinhais e foi o único a ouvir o sobrevivente Orestes José de Souza, natural de Curitibanos (SC): “Poucos minutos antes do acidente, o deputado Leoberto Leal passou por mim e disse que estranhava a demora.

Em seguida, foi sentar-se junto ao senador Nereu Ramos, que viajava na frente, próximo ao governador Lacerda. Tinha muita cerração, nenhuma visibilidade. Senti um choque. Deu a impressão que o avião se encolhia. Ouvi muito gritos de desespero, pedidos de socorro, na escuridão alguém dizia para não acender fósforos para não provocar explosão. Cinco saíram antes de mim, fui o último a sair dos destroços”.

Orestes José de Souza perdeu o relógio e andou um quilômetro e meio, sob chuva 
e ventania, até encontrar uma casa onde foi chamado um táxi. Junto veio o repórter Chiquinho Zimmermann, que o seqüestrou.

Para esconder o sobrevivente da concorrência, que no dia seguinte o daria como morto, Chiquinho levou Orestes direto para a redação do jornal.

Depois de garantido o furo de reportagem, a vítima foi hospedada no Hotel Ferroviário, na Avenida Barão do Rio Branco, próximo ao jornal.

 “Amanhecendo coberta de luto, a população curitibana acorreu em massa ao Palácio Iguaçu”, para velar os ilustres catarinenses. De Paranaguá, onde nasceu o governador de Santa Catarina, veio uma coroas de flores:

“A Jorge Lacerda, a gratidão e a saudade de Paranaguá”. Nos jornais, junto às fotos da tragédia, os cines Ópera e Arlequim anunciavam a estréia do maior filme do mundo, com quatro horas de projeção, inteiramente em technicolor: “E o vento levou…”

Texto de Dante Mendonça.

.

.

 

.

.

Redação Paraná em Fotos

Portal Paraná em Fotos

Shares