28 de maio de 2024
Agronegócio

China bloqueia novas compras de soja dos EUA e o Brasil deve se beneficiar

A China escreveu mais um capítulo na guerra comercial com os Estados Unidos. Desta vez, os asiáticos suspenderam as compras de soja no mercado norte-americano. E, mais uma vez, o Brasil pode se dar bem com briga. 

 

Realmente, o Brasil pode ter a vantagem ampliada quando o assunto é soja e o mercado chinês, uma vez que os Estados Unidos têm as compras da China suspensas. A China é o maior comprador mundial de soja e, portanto, a demanda se volta ainda mais para a América Do Sul, mais especificamente para o Brasil com mais intensidade. O Brasil já tem sido o principal fornecedor de soja da China nesse período de guerra comercial. A China corresponde a 70% das exportações desse produto somente. E, realmente, devemos continuar com essa vantagem maior diante desse movimento dos chineses.

E o IBGE divulgou o resultado do PIB do primeiro trimestre de 2019. Segundo o levantamento, o PIB caiu 0,2% no comparativo com o último trimestre de 2018. E para o agro, o resultado também não foi bom. De quanto foi a queda do setor e quais os motivos desse resultado, Carla?

A agropecuária teve uma queda de 0,5% no seu PIB nesse primeiro trimestre, mas nos últimos quatro trimestres houve um crescimento de 0,9%, em comparação ao mesmo período imediatamente anterior. Vemos que há uma desaceleração do crescimento da agropecuária. A receita foi de mais de R$ 1 trilhão na agropecuária e tivemos, então, algumas quedas. Justamente porque tivemos algumas contribuições negativas com a redução de 10% na produção de arroz, uma redução de 4% na soja e de 2,9% na produção de fumo.

Agência do Rádio

Redação Paraná em Fotos

Portal Paraná em Fotos