15 de abril de 2024
GERAL

Carreira Internacional: saiba mais sobre o percurso para trabalhar no exterior

Quem sonha em trilhar uma carreira internacional percebe alguns desafios como diferenças culturais, desafios legais e adaptação a um novo ambiente organizacional. Com isso em vista, foi realizada uma entrevista com Camila Tsibana, fundadora e CEO da Beyond HR, mestre em Gestão Internacional pela Escola de Administração de Empresas (FGV EAESP), quais dicas daria para quem deseja iniciar uma carreira internacional:  
“Além de buscar diplomas e certificações internacionalmente reconhecidas, também é fundamental expandir a sua rede de contatos. Trabalhe seu networking através de conferências internacionais, organizações profissionais ou nas mídias sociais”.  
Também é importante garantir que as suas habilidades sejam aplicáveis em contextos globais. Entenda quais são as hard skills de sua área de atuação atual que são valorizadas internacionalmente. E também trabalhe nas suas soft skills, que representam ativos pessoais capazes de gerar benefícios além das fronteiras. Trabalhe em sua comunicação e storytelling, colaboração e pensamento crítico.   
A proficiência em idiomas, por óbvio, também é muito relevante. O conhecimento do inglês nos dias atuais se tornou uma necessidade, e não um diferencial. Foque em se aperfeiçoar também em idiomas relevantes para a sua área ou para as regiões de seu interesse”. Além disso, segundo Camila, o mercado tem buscado um profissional curioso e com alta adaptabilidade.  
“Em um mundo globalizado, a capacidade de entender e se adaptar a diversas nuances culturais é altamente valorizada. Isso envolve ser capaz de navegar e se comunicar de forma eficaz em vários contextos culturais. Além disso, é importante conseguir entender diferentes culturas e ambientes sem vieses. Empresas buscam por profissionais que se destaquem em ambientes diversos, que sejam curiosos e tenham uma mentalidade que permita enxergar as semelhanças e oportunidades entre diferentes mercados, processos e as demandas e necessidades dos clientes.  
Também é essencial manter-se atualizado sobre tendências geopolíticas, desenvolvimentos econômicos e mudanças regulatórias que possam afetar os mercados globais. Ser capaz de entender as dinâmicas do mercado e pensar estrategicamente em escala global é um ativo valioso para profissionais que desejam causar um impacto significativo em carreiras internacionais”. 
A ideia é, antes de sair se candidatando, entender melhor como está o mercado do local que deseja ir e como você pode se destacar naquele contexto, sendo um diferencial a sua bagagem cultural, competência e soft skills. A FGV EAESP possui um Mestrado Profissional em Gestão Internacional que alavanca as oportunidades de iniciar uma carreira fora do país.  
Saiba mais sobre o MPGI, no site.

– FGV