17 de abril de 2024
Geral

3200 pessoas foram afetadas por temporais no Paraná

Em Santa Cruz de Monte Castelo, no Noroeste do Estado, uma casa foi destruída com os fortes ventos, deixando cinco pessoas desalojadas. As regiões Oeste e Sudoeste foram as que tiveram mais pessoas afetadas. Em Santo Antônio do Sudoeste, 350 casas ficaram danificadas pelos vendavais, afetando 1.750 pessoas. As chuvas de granizo danificaram 300 residências de Nova Aurora e afetaram 1.500 pessoas. Matelândia também teve uma casa danificada pelos ventos. A Defesa Civil já enviou 2,5 mil telhas para ajudar a população de Nova Aurora.Na madrugada de domingo choveu em Curitiba o volume previsto para dez dias. A Defesa Civil, porém, não registrou ocorrências na capital. Um deslizamento em Araucária, na Região Metropolitana, danificou uma casa, ninguém ficou ferido.
FRIO – A frente fria que trouxe as chuvas ao Paraná se afasta para o Sudeste nesta segunda-feira, informa o Instituto Simepar. O dia ainda tem céu com muitas nuvens e até chuvas fracas Litoral do Estado.As demais regiões amanheceram com tempo estável e poucas nuvens, devido ao avanço de uma massa de ar frio e seco sobre toda a Região Sul do Brasil. O ar frio predomina em grande parte do Paraná, mas de forma mais expressiva no Centro-Sul e Oeste. Há previsão de formação de geada fraca em fundos de vales das regiões tipicamente mais frias.

As tempestades e vendavais que atingiram o Paraná neste sábado e domingo causaram estragos em cinco municípios. Na foto, em Santo Antônio do Sudoeste, 350 casas ficaram danificadas, afetando 1.750 pessoas.  Fotos: Defesa Civil do Paraná e Portal Tri.

 

.

.

.

.

.

.
.
.
.

.

.

.

Redação Paraná em Fotos

Portal Paraná em Fotos