2 de março de 2024
GERAL

CNA debate controle do javali no Brasil

O Plano Nacional de Prevenção, Controle e Monitoramento do Javali (Plano Javali) foi tema de debate da Comissão Nacional do Meio Ambiente da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), em reunião realizada na quarta (12).
O plano tem o objetivo de promover o controle deste animal exótico para reduzir os impactos dos ataques por eles causados a locais de produção agropecuária, bem como em áreas prioritárias de interesse ambiental, social e econômico.
“Temos grande preocupação com os impactos negativos e as perdas financeiras que produtores rurais de todo o país estão tendo”, destacou o presidente da Comissão Nacional de Meio Ambiente da CNA, Muni Lourenço.
imagem
Muni Lourenço durante a reunião da Comissão Nacional do Meio Ambiente
A assessora técnica da CNA, Cláudia Mendes, apresentou os encaminhamentos da oficina para revisão do Plano Javali, realizada de 12 a 16 de junho, promovida pelos pelos ministérios da Agricultura e Meio Ambiente.
Na oficina, a CNA se comprometeu a atuar em defesa do setor produtivo. Como parte dessas ações a Confederação entrará em contato com as federações para que levem aos sindicatos informações para conseguir fazer um levantamento sobre os ataques de javalis em regiões do país, além dos danos sociais, financeiros e ambientais para os produtores rurais.
“A CNA também se comprometeu a estabelecer uma comunicação com os países que possuem fronteiras com o Brasil para traçar ações e estratégias comuns para unir esforços. Além disso, vamos levantar potenciais parceiros para implantação de métodos de controle permitidos pela lei e articular, junto ao SENAR, capacitações para levar conhecimento sobre os métodos de controle ao produtor rural”, destacou Cláudia.
O encontro também teve a participação do especialista Álvaro Mouawad, convidado pela Comissão para contextualizar a situação do manejo do javali, o detalhamento da legislação e o que está em discussão no plano desde sua formulação, há 10 anos. O texto é atualizado a cada cinco anos e atualmente está passando por sua segunda revisão.
imagemÁlvaro Mouawad fala sobre a situação do manejo do javali
Mouawad destacou que o javali é uma ameaça porque se trata de uma espécie exótica invasora que causa prejuízos econômicos e sociais, passando também pela questão da segurança do proprietário rural.
“Os danos causados pelos ataques dos javalis são grandes do ponto de vista econômico principalmente para os pequenos e médios produtores rurais. Temos inúmeros relatos de lavouras inteiras destruídas”, disse.
De acordo com o presidente Muni Lourenço, a reunião contou com a participação de representantes da Comissão Nacional de Cereais, Fibras e Oleaginosas e da Comissão Nacional de Aves e Suínos da CNA, por ser um tema que incide diretamente nesses setores produtivos.
“É um problema que abrange todo o país e que precisa ser combatido com ações efetivas para não colocar em risco a agropecuária do país”, disse Muni.

– CNA Brasil