14 de junho de 2024
Economia

FIESP E CIESP apontam cenário de crescimento dos investimentos na indústria paulista

O Sensor do mês de março apresenta 50,5 pontos, o que demonstra a manutenção do quadro de crescimento moderado, embora em menor medida, da indústria paulista frente ao mês anterior, quando registrou 50,9 pontos. Em comparação a março de 2022, o cenário é de inversão ao sair dos 48,8 pontos para os 50,5 pontos (+1,7 pontos) atuais. Leituras acima de 50,0 pontos indicam a elevação da atividade.
O indicador de mercado (setor de atuação) fecha o mês de março com 50,6 pontos, resultado inferior aos 55,1 pontos do mês passado. Ainda assim, este resultado indica leve melhora das condições de mercado para a indústria paulista por se manter acima da linha dos 50,0 pontos.
As vendas, com os 55,8 pontos registrados neste mês, ampliam o cenário de aumento do mês de fevereiro, de 53,6 pontos. Este resultado difere de março de 2022, quando o indicador sinalizou estabilidade, ao registrar 49,9 pontos. Resultados acima de 50,0 pontos apontam o crescimento das vendas.
Novamente o indicador de estoques se mantém acima do planejado por permanecer abaixo dos 50,0 pontos, e encerra março com 43,3 pontos. Os estoques estiveram abaixo do planejado pela última vez em janeiro de 2022, quando registrou 50,4 pontos.
O emprego atingiu 48,3 pontos e permanece em um patamar semelhante ao mês anterior, quando registrou 48,6 pontos. Por estar abaixo dos 50,0 pontos há perspectiva de redução do emprego neste mês.
Por fim, o indicador de investimentos, com 53,4 pontos, inverte para crescimento o cenário de redução dos investimentos tanto se comparado a última leitura (46,8 pontos), quanto frente a março de 2022 (48,3 pontos). O
resultado acima da linha dos 50,0 pontos aponta crescimento dos investimentos da indústria paulista em março deste ano.

– Federação das Indústrias do Estado de São Paulo