20 de abril de 2024
Economia

Indicador Ipea registra alta da inflação para todas as faixas de renda em dezembro de 2023

O Indicador Ipea de Inflação por Faixa de Renda apontou aceleração da inflação para todas as faixas de renda em dezembro. As famílias de renda alta e muito baixa foram as mais afetadas, com variações de 0,62% e 0,61%, respectivamente. As famílias de renda média alta tiveram a menor variação, de 0,51%.

Os dados foram divulgados pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) nesta quarta-feira (17) e indicam que, no acumulado do ano, a inflação recuou para todos os segmentos de renda em relação a 2022, mas a queda foi mais intensa para as faixas de renda mais baixas, que passaram de 6,4% para 3,3%. A faixa de renda alta teve uma desaceleração mais modesta, de 6,8% para 6,2%, conforme a tabela abaixo:

240117 Tabela 1 dez23
A alta dos preços dos alimentos e bebidas foram os principais responsáveis pela inflação das famílias de renda mais baixa em dezembro, com destaque para os cereais (6,8%), os tubérculos (8,1%), as frutas (3,4%) e os óleos e gorduras (2,4%). O grupo habitação também influenciou, por causa da alta de 0,54% na energia elétrica.

As famílias de renda alta sentiram mais o impacto do grupo transportes, principalmente por causa do aumento de 8,9% dos preços das passagens aéreas, cujo efeito anulou o alívio vindo da queda dos preços dos combustíveis (-0,50%).

Em dezembro de 2023, a inflação desacelerou para todos os níveis de renda em comparação com o mesmo período de 2022, exceto para o segmento de renda alta. As famílias de renda mais baixa se beneficiaram da queda ou da menor alta dos preços dos artigos de limpeza (-0,10%), do vestuário (0,70%) e da higiene pessoal (0,19%), que ficaram bem abaixo dos valores de 2022 (1,3%, 1,5% e 3,7%).

– IPEA