25 de fevereiro de 2024
GERAL

Luiz Schiavon, tecladista e fundador da banda RPM, morre em São Paulo

A morte do tecladista da banda RPM, Luiz Schiavon, de 64 anos, foi comunicada nesta quinta-feira (15), por sua família, em São Paulo.
Segundo a informação – publicada em redes sociais – o músico lutava há quatro anos contra uma doença autoimune e teve complicações após uma cirurgia.
“Luiz era, na sua figura pública, maestro, compositor, fundador e tecladista do RPM, mas acima de tudo isso, um bom filho, sobrinho, marido, pai e amigo”, diz a nota. As cerimônias de despedida serão reservadas à família e aos amigos próximos.
Despedida
Osasco (SP) - Luiz Schiavon, fundador da banda RPM, morre aos 64 anos. Schiavon morreu em Osasco (SP), e lutava contra uma doença autoimune. Foto: INSTAGRAM/Luiz Schiavon
Luiz Schiavon, fundador da banda RPM, morre aos 64 anos. Ele morreu em Osasco (SP) e lutava contra uma doença autoimune. Foto: INSTAGRAM/Luiz Schiavon
“Despeçam-se ouvindo seus acordes, fazendo homenagens nas redes sociais, revistas e jornais, ou simplesmente lembrando dele com carinho, o mesmo carinho que ele sempre teve com todos aqueles que conviveram com ele”, disseram familiares de Schiavon.
O tecladista começou a estudar música aos sete anos de idade, em uma formação que durou 14 anos. Com o vocalista Paulo Ricardo, ele fez as primeiras composições da banda que se tornaria o RPM em 1985. Após a gravação de um compacto, fizeram um show de estreia no Teatro Bandeirantes, em São Paulo. A divulgação permitiu que a banda conseguisse vender 300 mil cópias com o primeiro LP [long play].