2 de março de 2024
Política

Portugal quer colaborar para melhorar tratamento a brasileiros

O ministro dos Direitos Humanos e da Cidadania, Silvio Almeida, disse que o governo de Portugal quer colaborar para melhorar o tratamento dado aos brasileiros que vivem naquele país.
Segundo o ministro, a retomada da reunião de cúpula entre os dois países marca o retorno do diálogo com o governo português para construção de formas de cooperação. “O governo português quer colaborar para que os brasileiros aqui tenham tratamento que merecem, tratamento digno e de respeito aos direitos humanos”, disse.
De acordo com ele, o governo português demonstrou nas reuniões bilaterais que brasileiros não devem ser tratados como estrangeiros no país e que há “sentimento de parceria” para reconstrução de relações diplomáticas e comerciais.
“Há um déficit de diálogo de seis anos. Têm muitos problemas acumulados de algumas práticas de xenofobia, problemas com a educação, de tratamento, de diálogo. O interesse tanto do Brasil quanto de Portugal, que ficou evidenciado nestas reuniões, é de fazer correções e estreitar ainda mais nossos laços”, completou.
Almeida e o ministro da Secretaria-Geral da Presidência da República, Márcio Macêdo, se reuniram com representantes de movimentos sociais organizados por brasileiros em Lisboa. Os ministros estão na capital portuguesa como integrantes da comitiva do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em viagem oficial ao país.
No encontro, os ministros receberam relatos de casos de xenofobia contra brasileiros, além de pedidos de melhorias no atendimento de embaixadas e consulados. Almeida e Macêdo também ouviram pedidos de ajuda financeira para migrantes em dificuldades.
A ministra da Promoção da Igualdade Racial, Anielle Franco, também compõe a comitiva na visita oficial e, assim como Silvio Almeida, tem tratado do tema. Ela afirmou que a rede de enfrentamento ao racismo à xenofobia contra brasileiros terá o apoio do consulado brasileiro e de autoridades portuguesas.
Entre os 13 acordos fechados com Portugal, o presidente Lula e os ministros assinaram um memorando de entendimento para troca de boas práticas na promoção e defesa dos direitos de pessoas com deficiência.

 

– Agência Brasil