1 de março de 2024
GERAL

Profissões em alta e as principais tendências do mercado de trabalho

 

Estudo apresenta tendências nacionais de recrutamento, as posições mais demandadas em oito áreas e projeções salariais para centenas de cargos
São Paulo, setembro de 2022 – Passados quase três anos desde o início da pandemia, o processo de recuperação do mercado segue em ritmo acelerado, com muitos projetos represados sendo desengavetados, mesmo em meio a um contexto político e econômico que ainda gera incertezas. Diante desse cenário, executivos estão mais otimistas com o ano que vem e planejam acelerar contratações. É o que aponta o novo Guia Salarial 2023 da Robert Half. Em sua 15ª edição, o estudo apresenta as principais tendências de recrutamento, setores em alta, habilidades técnicas e comportamentais mais demandadas, além das posições em destaque nas áreas de Engenharia, Finanças e Contabilidade, Jurídico, Mercado Financeiro, Recursos Humanos, Seguros, Tecnologia, Vendas e Marketing. 
“É evidente que a soma de uma série de acontecimentos globais nos inseriu em uma atmosfera de insegurança que ainda não se estabilizou por completo. No Brasil, soma-se à equação a proximidade das eleições presidenciais, que tendem a motivar passos mais conservadores por parte das empresas. Por essas razões, para o próximo ano não devemos observar mudanças gritantes nos salários”, pontua Fernando Mantovani, diretor-geral da Robert Half para a América do Sul. “Por outro lado, não há como negar o aquecimento do mercado. Estamos acompanhando, trimestre após trimestre, quedas nas taxas de desemprego da população, especialmente entre os profissionais qualificados. Para esse grupo, a porcentagem gira em torno de 5%, patamar muito próximo do que chamamos de pleno emprego”, destaca Mantovani. 
Setores em alta
De acordo com o Guia Salarial 2023, as indústrias que lideram as contratações são: Tecnologia, Bens de consumo, Logística/Infraestrutura, Varejo/E-commerce, Agronegócio e Saúde.
Soft Skills sob demanda
O mercado corporativo exige cada vez mais dos profissionais características que transcendem as habilidades técnicas. As cinco soft skills mais valorizadas são:
  • Flexibilidade – competência de adaptação às mudanças de cenário, regras e demandas, exercendo funções requisitadas de forma comprometida e proativa com o perfil da organização;
  • Comunicação – ato de saber ouvir e se comunicar de forma clara e objetiva, auxiliando na absorção, organização e compartilhamento de informações;
  • Adaptabilidade/Resiliência – habilidade de superar e se reinventar diante de qualquer adversidade, mantendo atividades em funcionamento mesmo em momentos de crise;
  • Senso de dono – capacidade de se colocar como “sócio” da empresa, com postura ativa para apresentar soluções que possam viabilizar ou facilitar o exercício da atividade e expandir os negócios;
  • Visão estratégica – característica de estudar, de forma curiosa e detalhada, os dados e informações disponíveis, analisando o cenário antes de qualquer tomada de decisão; 
Flexibilidade é a palavra da vez  
Em virtude da baixa taxa de desemprego entre profissionais qualificados, o mercado presencia uma quantidade muito próxima de vagas para candidatos. Logo, além de ganhar mais poder de negociação, os profissionais também estão mais convictos e exigentes em suas prioridades. Neste contexto, a flexibilidade, sem dúvidas, está no topo delas. 
“Hoje, os profissionais qualificados são protagonistas do mercado de trabalho. Não é à toa que o primeiro questionamento feito nas entrevistas atualmente é com relação ao modelo de trabalho. Boa parte dos candidatos opta por deixar de participar de processos caso a empresa não ofereça flexibilidade. Compreender que a escolha da modalidade está intrinsecamente ligada à atração e retenção de talentos é fundamental”, enfatiza o diretor-geral da Robert Half.  
Para 77% dos trabalhadores, o modelo de trabalho ideal é o híbrido, independentemente da quantidade de dias no escritório. 17% gostariam de seguir em modelo 100% remoto e apenas 6% em regime integralmente presencial. E é isso que eles levam em conta ao avaliar uma vaga (43%), mais até do que o salário (32%) e os benefícios (17%) oferecidos. 
“Por mais desafiador que o processo de implementação do modelo híbrido possa ser, é importante encará-lo como um reflexo dos novos tempos. Caminhar no sentido inverso sem uma justificativa plausível é se prender a uma realidade que não dá indícios de retorno”, ressalta Mantovani. 
Abertura de vagas esbarra nos desafios de atração e retenção  
Verifica-se ainda que a esmagadora maioria (94%) dos executivos está mais confiante na comparação com os últimos 12 meses, o que incentiva a abertura de novas vagas de trabalho: 47% das empresas pretendem abrir novas posições. Outros 47% planejam preencher posições abertas, mas sem aumentar o headcount. No entanto, as empresas estão se deparando com dificuldades, visto que a taxa de desemprego segue caindo e os bons talentos, que não estão tão disponíveis, muitas vezes lidam com mais de uma proposta em mãos, especialmente em mercados e cargos mais aquecidos. 
Conforme revela a pesquisa, grande parte dos executivos (68%) acredita que encontrar profissionais qualificados será mais desafiador e 76% estão preocupados com o tema de atração. Já com relação à retenção, 84% das empresas estão, em algum nível, preocupadas com a permanência de seus melhores talentos. Dentre elas, 35% estão muito preocupadas e 48% estão um pouco. Apenas 17% se definem completamente despreocupadas. 
Para driblar os desafios de atração, as principais ações que as empresas têm adotado para chamar a atenção de candidatos são: destacar oportunidades de desenvolvimento/treinamento, especificar que o trabalho é remoto e/ou flexível no anúncio, promover valores da marca e ética, oferecer participação/ações da companhia e reforçar os programas de RH, como licença parental, práticas ESG, etc.
Já dentre os motivos que justificam o receio no que diz respeito à retenção, estão: abordagem agressiva da concorrência, altas cargas de trabalho e aumento da pressão, baixas oportunidades de crescimento/desenvolvimento, falta de flexibilidade com modelos de trabalho e horários.  
Profissões em alta para 2023
(Fonte: Guia Salarial 2023 da Robert Half/valores em reais)
ENGENHARIA
  • Segmentos que lideram as contratações: Saúde, Bens de consumo, Tecnologia, Logística, Infraestrutura, Varejo e Energia;
  • Profissionais mais procurados: Gerente de Supply Chain, Comprador, Engenheiro de Aplicação/Vendas, Gerente de projetos/PMO, Gerente de vendas técnicas, Coordenador de S&OP, Engenheiro de EHS/ESG;
  • Habilidades técnicas: Idiomas, Domínio de sistema de gestão integrada, Tech skills, Inovação;
  • Habilidades comportamentais: Perfil analítico, Facilitador, Equilíbrio emocional, Comunicação, Adaptabilidade/Flexibilidade, Senso de dono;
  • Carreiras do futuro: Engenheiro de ESG, Gerente de ESG, Engenheiro de dados, Engenheiro de inovação, Engenheiro de Firmware, Especialista de melhoria contínua/Lean/Indústria 4.0;
  • Algumas perspectivas de remuneração para 2023:

     

    • Gerente de supply chain: P/M – 18.950 | 24.400 | 27.000; G – 20.900 | 27.000 | 30.000
    • Engenheiro de EHS/ESG: P/M – 8.100 | 10.500 | 13.050; G – 11.150 | 14.400 | 18.050
    • Engenheiro de aplicação/vendas: P/M – 5.950 | 7.750 | 9.750; G – 8.600 | 11.100 | 13.850
    • Gerente de projetos/PMO: P/M – 14.550 | 18.850 | 23.600; G – 18.900 | 24.400 | 30.500
FINANÇAS E CONTABILIDADE
  • Segmentos que lideram as contratações: Infraestrutura (logística/energia/concessões), Serviços (educação/telecom), Farmacêutico/Healthcare, Agronegócio, Bens de consumo, Tecnologia
  • Áreas mais demandadas: Planejamento Financeiro/Controladoria, Modelagem Financeira, Contábil/Fiscal (coordenador/gerente), Controller, Tesouraria/Financeiro
  • Habilidades técnicas: Automatização de processos, Excel e BI, Modelagem financeira e valuation, ERP de mercado, Inglês
  • Habilidades comportamentais: Flexibilidade, Adaptabilidade, Dinamismo, Resiliência, Comunicação, Relacionamento interpessoal
  • Algumas perspectivas de remuneração para 2023:

     

    • Coordenador de planejamento/controladoria: P/M – 12.000 | 14.000 | 16.600; G – 15.000| 17.000 | 21.000
    • Coordenador de modelagem financeira/m&a/ri/tesouraria estruturada: P/M – 14.000 | 16.200 | 19.900; G – 17.000 | 19.000 | 24.000
    • Controller: P/M – 16.800 | 20.750 | 25.150; G – 25.350 | 31.600 | 39.000
    • Gerente de Auditoria/Controles Internos: G – 21.900 | 27.750 | 36.950
JURÍDICO
  • Segmentos que lideram as contratações: Tecnologia, Varejo/E-commerce, Serviços, Bens de Consumo, Agronegócios;
  • Posições mais demandadas: Para escritórios – Advogados especialistas em operações de M&A (pleno e sênior), Advogados de Societário e Contratos (pleno e sênior), Advogados de Consultivo Tributário (pleno e sênior), Advogados de Contencioso Cível (pleno e sênior) / Para empresas – Advogados generalistas (pleno a diretor), Advogados especializados em contratos (pleno), Advogados de compliance/LGPD, Advogados de Banking e operações estruturadas;
  • Habilidades técnicas: Visão preventiva, Visão analítica, Inglês fluente, Perfil inovador, Habilidades híbridas aplicadas à área;
  • Habilidades comportamentais: Visão de negócio, Adaptação/Flexibilidade, Agilidade, Resiliência/Inteligência emocional, Comunicação/Gerenciamento de conflitos, Senso de dono/Responsabilidade;
  • Algumas perspectivas de remuneração para 2023:

     

    • Advogado contencioso cível sênior: P – 10.650 | 13.000 | 15.700; M – 11.550 | 14.000 | 16.900; G – 12.300 | 15.000 | 18.050
    • Advogado de compliance sênior: M – 11.500 | 14.000 | 16.850 G – 13.200 | 16.000 | 19.350
    • Advogado empresarial/m&a sênior: P – 13.200| 16.000| 19.300 | M – 14.800 | 18.000 | 21.750; G – 16.450 | 20.000 | 24.150
    • Gerente Jurídico: P – 13.150 | 16.000 | 19.350; M – 16.500 | 20.000 | 24.150; G – 19.350 | 23.500 | 28.400
MERCADO FINANCEIRO
  • Segmentos que lideram as contratações: Fundos de Private Equity, Assets, Bancos de Investimentos, Meios de Pagamentos, Fintechs;
  • Posições mais demandadas: RM Private, M&A (analistas/associados/VPs), Crédito Corporate (analistas/especialistas), Finanças (diretores/gerentes/VPs), Profissionais de Compliance, Auditoria e Riscos (analistas/gerentes), RM Corporate, ESG (analistas/especialistas/gerentes);
  • Habilidades técnicas: Capacidade de originação de negócios, Atualizações tecnológicas, Capacidade analítica, Fluência em outros idiomas;
  • Certificações mais exigidas: CFA, CGA, CFP, Ancord;
  • Habilidades comportamentais: Flexibilidade, Adaptabilidade, Senso de dono, Comunicação assertiva;
  • Algumas perspectivas de remuneração para 2023:

     

    • Gerente de Relacionamento Private: 23.100 | 28.600 | 39.600
    • Analista de Fusões e Aquisições: 14.150 | 17.500 | 21.600
    • Analista de Compliance/Auditoria/Controles internos: 11.850 | 14.700 | 18.150
    • Especialista de ESG: 10.000 | 12.000 | 15.000
RECURSOS HUMANOS
  • Segmentos que lideram as contratações: Startups, Infraestrutura (logística/energia/concessões), Serviços (educação/telecom), Tecnologia, Bens de consumo;
  • Posições mais demandadas: Remuneração e Benefícios (analistas sênior/especialistas/coordenadores), Desenvolvimento Humano e Organizacional (analistas sênior/especialistas/coordenadores), Gerente de RH, Gerente de DHO, Diretor de RH, Tech Recruiter;
  • Habilidades técnicas: Estratégias de remuneração, Universidade corporativa, Desenvolvimento de liderança, Retenção/engajamento/cultura, Inglês fluente, Estratégias de R&S;
  • Habilidades comportamentais: Comunicação, Relacionamento interpessoal, Foco em soluções, Visão analítica, Visão de negócios;
  • Profissões do futuro: People Analytics, Change Management, Diversidade e Inclusão, DHO com foco em coach de liderança;
  • Algumas perspectivas de remuneração para 2023:

     

    • Gerente de Recursos Humanos: P/M – 18.700 | 22.000 | 24.750; G – 23.000 | 27.000 | 30.450;
    • Coordenador/Especialista de Atração e Seleção: P/M – 11.050 | 13.000 | 14.550; G – 13.250 | 15.000 | 17.650;
    • Gerente de Desenvolvimento Humano e Organizacional: P/M – 19.000 | 22.000 | 24.800; G – 22.950 | 27.000 | 30.400;
    • Business Partner – Gerente: P/M – 18.000 | 22.000 | 24.000; G – 23.000 | 27.000 | 30.450;
SEGUROS
  • Segmentos que lideram as contratações: Operadoras de saúde, Seguradoras – grandes riscos, Corretoras, Insurtechs;
  • Posições mais demandadas: Finanças (analistas/gerentes), Atuarial (analistas/especialistas), Data Analytics (analistas/especialistas), Comercial (gerentes);
  • Habilidades técnicas: Atualizações tecnológicas, Capacidade analítica, Capacidade de identificação de negócios, Fluência em outros idiomas;
  • Habilidades comportamentais: Comunicação, Visão estratégica, Flexibilidade, Adaptabilidade;
  • Algumas perspectivas de remuneração em 2023:

     

    • Diretor de Sinistros: 23.900 | 32.050 | 35.950
    • Gerente Atuarial: 14.450 | 19.400 | 21.750
    • Coordenador de Produtos: 10.700 | 14.400 | 16.100
    • Analista de Inovação Digital: 10.100 | 12.600 | 15.500
TECNOLOGIA
  • Segmentos que lideram as contratações: Tecnologia, Mercado financeiro, Varejo, Startups, Logística, Infraestrutura, Educação, Saúde, Bens de Consumo;
  • Posições mais demandadas: Gerentes Generalistas / Heads de TI, Profissional de infraestrutura (analistas seniores, coordenadores a gerentes), Profissional de segurança da informação (especialistas a gerentes), DeVops/DevSecOps, Product Owner, Profissional de dados, Arquiteto de soluções, Tech Lead, Desenvolvedor RPA, Desenvolvedor Full Stack (pleno e sênior), Desenvolvedor Back-End (pleno e sênior), Desenvolvedor Front-End (sênior);
  • Habilidades técnicas: Para Infraestrutura: Cloud, VMware, Active Directory, Windows Server, VPN / Para Segurança da Informação: preventivo e gestão pós-ataque, antivírus, análise de vulnerabilidade, conhecimento e adequação à LGPD, conhecimento da ISO 27001 / Para Desenvolvedores: Java, .Net, Phyton, React, Angular, Vue.js, Javascript, HTML, Kotlin, Flutter, Swift, PHP / Para todos: Conhecimento em metodologias ágeis, Inglês fluente;
  • Certificações mais exigidas: Infraestrutura: COBIT, CCPV / Redes: CCNA, CCNP, ITIL, CISCO / Segurança: ISO 27001, PCIDSS, CISSP, compPTIA / Cloud: Azure, AWS, GoogleCloud;
  • Habilidades comportamentais: Comunicação, Autogerenciamento, Relacionamento interpessoal, Liderança, Flexibilidade, Hands-on/Mão na massa, Gestão sem perder a característica técnica;
  • Habilidades comportamentais: Visão de negócios, Comunicação, Relacionamento interpessoal, Agilidade e Inovação;
  • Profissões do futuro: Segurança da Informação, DevOps/DevSecOps, Inovação/Digital, Machine Learning, Profissionais de dados, Arquiteto de Soluções, Tech Lead, Desenvolvedor RPA;
  • Algumas perspectivas de remuneração em 2023:

     

    • Coordenador de infraestrutura: 11.550 | 15.000 | 19.350
    • Desenvolvedor front-end sênior: 13.050 | 17.000 | 21.900
    • Coordenador de segurança da informação: 17.350 | 20.000 | 23.750 
    • Especialista/Cientista de dados: 14.400 | 18.700 | 24.100
VENDAS E MARKETING
  • Segmentos que lideram as contratações: Bens de consumo, Varejo, Tecnologia, Startups, Healthcare, Agronegócio, Logística;
  • Posições mais demandadas: Executivo de Contas, Coordenador de Marketing Digital, Gerente de e-commerce, Gerente de Marketing Digital, Analista de Marketing Digital, CRM-CX, Inside Sales, Analista de Inteligência de Mercado, Analista de Inteligência de Negócios;
  • Habilidades técnicas: Inglês (espanhol é um diferencial), Tech skills, Marketing digital, Visão de negócios, Gestão financeira/rentabilidade, Controle de indicadores, Funil de vendas;
  • Habilidades comportamentais: Comunicação, Equilíbrio emocional, Flexibilidade, Criatividade/Inovação, Teamwork, Senso de dono, Resiliência;
  • Profissões do futuro: Analista Martech, Estrutura ligada a Produtos digitais, Analista de Inteligência de Mercado, SDR e BDR;
  • Algumas perspectivas de remuneração para 2023:

     

    • Analista de inteligência de mercado: P/M – 6.050 | 8.850 | 10.850; G – 7.150 | 10.500 | 12.850
    • Gerente de marketing digital: P/M – 11.500 | 16.650 | 20.400; G – 15.250 | 22.200 | 27.300
    • Gerente de e-commerce: P/M – 10.750 | 15.500 | 19.050; G – 15.300 | 22.200 | 27.300
    • Analista de CRO/Martech: P/M – 5.800 | 8.500 | 10.400; G – 8.400 | 12.200 | 14.950
NOTAS
Metodologia – Guia Salarial 2023
O Guia Salarial da Robert Half apresenta três faixas salariais por cargo, determinadas pelo nível de qualificação e experiência do candidato, bem como pela complexidade de seu cargo ou indústria e setor de atuação. Os salários são divididos em percentis, representados por 25º/ 50º/ 75º, sendo que 50º não significa, necessariamente, a mediana do salário para determinado cargo. Os critérios para determinar em que faixa o perfil se encontra podem variar em torno da experiência na função, tempo no segmento, características setoriais, demanda e disponibilidade pelo perfil no mercado, habilidades e certificações extras. O percentil 25º representa um(a) candidato(a) que ainda é novo(a) no trabalho ou que ainda está desenvolvendo habilidades relevantes, já o 75º representa aquele(a) candidato(a) que tem mais experiência do que a típica e conta com todas as habilidades relevantes para o trabalho, além de especializações e certificações, por exemplo. 

Faturamento das empresas* (quando mencionado):

P/M (pequena/média) – até R$ 500 milhões

G (grande) – acima de R$ 500 milhões
*Exceção para escritórios na área Jurídica:
– Pequeno porte/Boutique – 1 a 30 advogados
– Médio porte – 30 a 150 advogados
– Grande porte – Acima de 150 advogados

Guia Salarial 2023 da Robert Half

O Guia Salarial da Robert Half é uma das mais respeitadas fontes de informação sobre remuneração e tendências de recrutamento para auxiliar empresas e profissionais a tomarem as melhores decisões. Traz a tabela salarial de mais de 300 cargos em diversas áreas, apresenta profissões e habilidades mais demandadas em todas as divisões de atuação da consultoria, com dados que refletem a realidade de vagas trabalhadas na Robert Half e informações das salas de entrevista.