15 de abril de 2024
Geral

Três motivos que criaram a onda da SUV no Brasil

As vendas de SUVs já são maiores, pela primeira vez, que as vendas de sedãs no Brasil. Os números foram divulgados pela FENABRAVE – Federação Nacional de Distribuição de Veículos Automotores e dizem respeito ao primeiro semestre de 2017. 

Enquanto em 2010 somente 6,5% das vendas de automóveis e comerciais leves eram de SUV por aqui, hoje em dia esse número já saltou para 20,8%. E não para por aí: a expectativa dos fabricantes é de que, até 2021, os SUVs ocupem uma fatia de 30% do mercado, ultrapassando os automóveis hatch e chegando à liderança do mercado.

Não importa em qual cidade brasileira você esteja. Seja um município grande ou pequeno, no sul ou nordeste: ao dar uma volta na rua, você provavelmente verá muitas SUVs.

Como dissemos no começo do texto, os Sport Utility Vehicle (SUV) estão em alta… E isso não acontece só por aqui: a tendência é mundial.

No Brasil, apenas no primeiro trimestre de 2018 foi registrado aumento de 34,4% na comercialização desse tipo de automóvel (contra 14,7% do mercado geral). 

Segundo os especialistas, além de essa ser uma forte tendência do mercado global, existem outras razões para que a categoria SUV esteja crescendo tanto. 

O que é um SUV?

A não ser que você já tenha sido atingido(a) pela febre dos SUVs, provavelmente não sabe o que um carro precisa ter para ser incluído nessa categoria.

Para ser considerado um Sport Utility Vehicle(veículo utilitário esporte, em tradução literal), o veículo precisa cumprir pelo menos 4 dos 5 seguintes requisitos:

altura sob os eixos de, no mínimo, 16 cm;
ângulo de saída de 20º pelo menos;
ângulo de, no mínimo, entrada de 25º;
altura da carroceria em relação ao solo de 18 cm;
ângulo de transposição de 13 graus.
Já os chamados utilitários esportivos compactos, como o Renault Kwid e o Honda WR-V, precisam atender ao menos 4 das 5 configurações abaixo:
altura sob os eixos de, no mínimo, 16 cm;
ângulo de saída de 19º pelo menos;
ângulo de, no mínimo, entrada de 22º;
altura da carroceria em relação ao solo de 18 cm;
ângulo de transposição de 9 graus.
3 Motivos que estão fazendo os brasileiros se apaixonarem pelo SUV

Muitas são as razões que fazem uma pessoa escolher um SUV para chamar de seu. Confira abaixo as mais interessantes:

1 – Forte sensação de conforto e segurança

Se você já dirigiu um carro mais alto e robusto, sabe do que estamos falando. A sensação de espaço, solidez e maior visão do exterior é extremamente bem-vinda e agradável.

Segundo os consultores, este é um dos maiores motivos que explicam a escalada da categoria de SUVs no ranking de mais vendidos.

2 – Uma categoria relativamente democrática

Há algum tempo, os SUVs eram majoritariamente importados no Brasil. Com a alta de vendas, as montadoras não perderam tempo e nacionalizaram a importação — modelos como Jeep Renegade e Jeep Compass são exemplos desse movimento.

A partir daí ficou muito mais fácil, financeiramente falando, adquirir um automóvel desses.

Apesar de ainda ser bem mais cara que o chamado “carro popular”, a categoria oferece agora modelos que se enquadram em diversas faixas de consumo. Para se ter uma ideia, é possível encontrar alternativas que variam de R$60 mil, como é o caso de JAC T-40 e Chery Tiggo, até R$1 milhão, caso da Range Rover SV Autobiography.

3 – Tendência global

Em mercados que ditam a tendência global, como EUA e China, os SUVs já respondem por 40% do mercado de automóveis e comerciais leves. Vendo por esse lado, a categoria ainda tem muito a se desenvolver no Brasil.

Aproveitando o gancho da alta de vendas, diversas empresas de serviços automotivos estão criando promoções e ofertas com foco nas SUVs. É o caso, por exemplo, do que faz a Pirelli em parceria com a Casa Grande Auto Shopping , empresa catarinense com sede em Florianópolis.

Observando seu grande número de clientes proprietários de SUVs, as duas marcas juntaram-se para oferecer pneus e acessórios com até X% de desconto. Esse tipo de posicionamento é promissor e uma grande oportunidade para empresas que atuam no segmento.

Redação Paraná em Fotos

Portal Paraná em Fotos